Apresentação

INCT Acqua: Produção Mineral, Conservação dos Recursos Hídricos e da Biodiversidade

Desafios da Integração

A vocação mineral, a riqueza hídrica e a exuberante biodiversidade – que constituem diferenciais de desenvolvimento de Minas Gerais e do país – são os focos de atuação do INCT-Acqua. Ao focalizar de forma integrada os temas Recursos Minerais, Água e Biodiversidade, o Instituto adota um novo paradigma no qual a água é o fio condutor de iniciativas voltadas à inovação, ao desenvolvimento científico, à integração empresa-sociedade e ao desenvolvimento regional sustentável. A integração entre esses temas é ainda incipiente no Brasil e no mundo e se constitui em um dos aspectos mais originais da proposta deste INCT.

O Instituto tem suas linhas de pesquisa identificadas com duas grandes áreas de atuação. A primeira consiste na avaliação do impacto das atividades da indústria mineral sobre a qualidade de água, de solo e conservação da biodiversidade. Neste contexto, o Instituto prioriza o desenvolvimento de tecnologias avançadas para estudos e avaliação da ecotoxicidade; o emprego de metodologias inovadoras que utilizem espécies neotropicais e, ainda, a identificação e caracterização de padrões de qualidade de água a serem utilizados como referências nas regiões de interesse. O objetivo mais amplo é contribuir para a minimização dos impactos das atividades do setor, para a seleção de técnicas de remediação e, particularmente, para a conservação da biodiversidade aquática.

A segunda área de atuação do Instituto visa a agregação de valor e de desempenho ambiental a processos e a produtos de base mineral. Nesse contexto, os processos de produção mineral passam a contemplar a utilização sustentável de todos os recursos naturais envolvidos (e.g. água, energia e bens minerais), explorando a sinergia com outras cadeias produtivas locais e atuando de forma proativa para o desenvolvimento das comunidades. Os processos são “redesenhados” para minimizar a geração de emissões, para transformar rejeitos em produtos e para agregar aos produtos maior valor.

Mudança de Cultura Para um Novo Modelo de Desenvolvimento das Regiões Mineradoras

A atuação do INCT-Acqua envolve uma ação articulada com setores público, industrial e a sociedade. O Instituto atua na geração e disseminação de fundamentos científicos e tecnológicos, que embasam a formulação de políticas públicas e o aumento da competitividade industrial, com ênfase na formação de recursos humanos altamente capacitados.

A educação ambiental das comunidades das regiões mineradoras, com ênfase no ensino fundamental e médio, é uma das ações estruturantes do Instituto. Um plano ambicioso de inserção do INCT-Acqua em programas de educação ambiental, apoiando principalmente aqueles já em execução, encontra-se em desenvolvimento. Vídeos, cartilhas, sistemas utilizando mídias avançadas e jogos interativos visam contribuir para a construção de uma nova ética em torno do tema sustentabilidade. A Escola da Água, idealizada pelo Instituto Internacional de Ecologia e Gerenciamento Ambiental (IIE) e implantada em Nova Lima, com o apoio da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, é aliada na construção do modelo de atuação do Instituto na educação ambiental.

Do Nível Molecular aos Processos Industriais

Fundamentos Científicos Como Indutores dos Novos Paradigmas da Indústria Mineral

Os pesquisadores do INCT-Acqua utilizam técnicas avançadas para estudar sistemas químicos e biológicos. A associação de ferramentas de modelagem ao nível molecular (e.g. química computacional e técnicas espectroscópicas, incluindo-se aquelas que utilizam luz síncronton) possibilita a identificação das formas de ligação e da distribuição de contaminantes em solos e outros substratos. A identificação dessas estruturas contribui, por exemplo, para o entendimento e controle das reações químicas que causam impacto ambiental ou para o desenvolvimento de materiais funcionalizados e feitos sob medida para a remoção de substâncias nocivas, ao nível de traços e ultra-traços. A ampliação da fronteira do conhecimento permite, portanto, avaliar de forma mais precisa o impacto ambiental e, ainda, desenvolver processos extrativos ambientalmente sustentáveis, bem como identificar novas formas de mitigar e remediar as áreas impactadas.

A Biodiversidade das Áreas de Mineração

Novas Possibilidades de Recuperação Ambiental

Inventários da biodiversidade/riqueza de espécies, particularmente de organismos aquáticos, não receberam até o presente atenção face a sua importância. O entendimento da dinâmica de metais pesados em ambientes aquáticos requer o conhecimento de sua interação com as comunidades biológicas, a começar pelo fitoplâncton e plantas. O INCT-Acqua busca identificar microrganismos e plantas (provenientes de locais contaminados), capazes de remover elementos tóxicos, bem como elucidar seus mecanismos de tolerância. Esta iniciativa visa contribuir para a obtenção de espécies a serem utilizadas no desenvolvimento de métodos de biorremediação. Além de contribuir para a “remoção de elementos poluentes/contaminantes”, pretende-se que a identificação destas espécies possibilite o desenvolvimento de alternativas mais sustentáveis para a recuperação de áreas degradadas.